segunda-feira , 1 de junho de 2020
Promoções
Início / Rádio/Notícia / Tupã: Vacina contra Influenza está disponível em todas as unidades de saúde

Tupã: Vacina contra Influenza está disponível em todas as unidades de saúde

 

A Secretaria Municipal de Saúde prorrogou a Campanha de Vacinação Contra a Influenza, enquanto durarem as doses disponíveis nas unidades de saúde do município.

O objetivo da extensão do prazo é atingir a meta de vacinar 90% da população dos grupos de risco. Vale lembrar que a partir de agora, além da população prioritária, a campanha passa a contemplar também crianças de 5 a 9 anos e adultos entre 50 e 59 anos.

Até o momento, 80% da população foi imunizada em Tupã, o equivalente a 16.189 pessoas, sendo: 64% das crianças, 64% dos trabalhadores da saúde,  78% das gestantes, 83% das puérperas, 88% dos idosos e  88% dos professores.

O secretário municipal de Saúde, Laércio Garcia, alertou que a vacinação é a forma mais eficaz de se prevenir contra a Influenza H1N1. “A influenza é altamente contagiosa e se dissemina principalmente entre os períodos de temperaturas mais amenas. Por isso é importante não descuidar. Se você pertence aos grupos de risco, procure uma unidade de saúde para receber a dose da vacina”, enfatizou.

Grupo Prioritário

Fazem parte dos grupos prioritários: crianças entre seis meses e menores de cinco anos; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; indígenas; pessoas com doenças crônicas/imunodeprimidos; pessoas com 60 anos ou mais e professores e funcionários das escolas públicas e privadas.

Já a população que não está inserida nos grupos, devem se prevenir contra a gripe evitando locais aglomerados, lavando sempre as mãos com água e sabão e evitando colocá-las no rosto e principalmente, na região da boca, evitando o contato muito próximo com alguém infectado e não compartilhando objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, copo, etc.

 

Influenza

A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada facilidade de transmissão e  pode acarretar em epidemias. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies.

Verifique também

SP tem 49 mil pacientes recuperados e 20 mil altas hospitalares por COVID-19

A Secretaria de Estado da Saúde registra neste sábado (30) um acumulado de 49.285 casos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *