quarta-feira , 18 de julho de 2018
Promoções
Início / Rádio/Notícia / Tupã: Ex-combatentes da Revolução de 32 serão homenageados segunda-feira

Tupã: Ex-combatentes da Revolução de 32 serão homenageados segunda-feira

Mantendo a tradição que já dura vários anos, a Prefeitura realizará na próxima segunda-feira (9) a tradicional homenagem aos ex-combatentes da Revolução de 1932.

O evento acontecerá a partir das 9 horas, na Praça 9 de Julho,e contará com a presença do Tiro de Guerra, Polícia Militar, autoridades tupãenses e familiares dos homenageados.

“É com muito prazer que juntamente com a 2ª Companhia da Polícia Militar de Tupã realizaremos essa linda homenagem aos ex-combatentes da revolução constitucionalista de 1932, tendo assim o intuito de reconhecer todo o esforço imposto para a defesa de nossos direitos perante o governo Getúlio Vargas. Devo também parabenizar todos os envolvidos para a realização desse evento comemorativo e de grande importância para a história paulista”, afirmou o secretário municipal de Cultura, Renato Gonzalez.

A homenagem também contará com a apresentação da Orquestra Municipal “Maestro Júlio de Castro”, que através de seu repertório temático prestará sua homenagem através da música.

A Revolução de 32

 

A Revolução Constitucionalista de 1932, também conhecida como “Guerra Paulista”, foi um movimento armado que aconteceu em 1932 no estado de São Paulo, entre os meses de julho e outubro, que visava derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas e convocar uma Assembleia Nacional Constituinte.

A lura teve seu marco inicial dia 9 de julho, por conta disso as homenagens acontecem neste dia. O estado de São Paulo lutou praticamente sozinho contra o regime provisório de Vargas.

Vargas conseguiu apoio de alguns estados e conseguiu a vitória armada, enviando representantes do movimento contra o regime para o exílio em Portugal. O saldo final foi muitas mortes para ambos os lados do conflito, porém em 1933 houve a Assembleia Nacional Constituinte e em 1934 foi concluída a constituição.

Além de manter viva a história de luta dos paulistas, o evento também homenageia os ex-combatentes tupãenses na Revolução. Segundo a gerente geral do Museu Índia Vanuíre, Tamimi Borsatto, foram 87 dias de combates, (de 9 de julho a 4 de outubro de 1932 – sendo o último dois dias depois da rendição paulista).

“A Revolução de 1932 registrou um saldo oficial de 934 mortos, embora estimativas não oficiais reportem até 2.200 mortos, sendo que numerosas cidades do interior do estado de São Paulo sofreram danos devido aos combates.”

E apesar da derrota nos campos de batalha, o movimento foi considerado vitorioso no plano político já que após o levante 1932, o Estado de São Paulo voltou a ser governada por paulistas, e dois anos depois, uma nova constituição foi promulgada, a Constituição de 1934.

Mais informações sobre o evento de 9 de julho estão disponíveis na página da Secretaria Municipal de Cultura de Tupã no Facebook “Secretaria Municipal de Cultura de Tupã” e Instagram @secretariadeculturatupa.

 

Verifique também

Poupatempo alerta para golpe na internet que já fez 40 vítimas

O Poupatempo informou nesta quarta-feira, 18, que está tomando providências jurídicas contra um site que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *